Subscribe:

quarta-feira, 26 de junho de 2019

Donald Trump e Bolsonaro marcam novo encontro no G20

Osaka (Japão) - Os presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump, e do Brasil, Jair Bolsonaro, confirmaram uma reunião bilateral na sexta-feira, primeiro dia do encontro de líderes do G20. O detalhe: a conversa entre o brasileiro e o chefe da República Popular da China, Xi Jiping, ainda não está confirmada, por dificuldades da agenda, o que só deve ser definido nas próximas horas.

O pano de fundo do encontro de líderes do G20, que reúne os países com maior economia do mundo, é a guerra comercial travada entre a China e os Estados Unidos. Enquanto parte do governo brasileiro defende ampliar exportações para a China, outro grupo, ligado a Olavo de Carvalho, rejeita ligações com o país asiático. Um dos defensores dos negócios com a China é o vice-presidente Hamilton Mourão.

Canalhas! Parlamentares querem ver o dinheiro antes de votar a reforma

A Reforma Previdenciária pode atrasar porque o dinheiro dos parlamentares ainda não saiu.

Diz O Globo:

A demanda de líderes partidários do centrão para que o governo libere os 10 milhões de reais que prometeu a deputados antes da votação da reforma pode provocar atraso na tramitação da matéria na Câmara (…).

Líderes do PP, Solidariedade e PL pressionam, agora, para que a verba seja liberada antes da votação da reforma na comissão especial, e não apenas antes da votação em plenário. O motivo, segundo interlocutores desses líderes, é a desconfiança de que, depois de aprovada a reforma na comissão, o governo retire a oferta e negue que ela tenha acontecido.

Apoio a Moro hackeado mobiliza mais de 270 juízes federais em todo o país

Após um reduzido grupo de 30 magistrados representar pela exclusão de Sérgio Moro da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), o ministro da Justiça e Segurança Pública recebeu uma moção de apoio assinada por 271 de seus ex-pares. Eles afirmam que as mensagens atribuídas a Moro e integrantes da Lava Jato, ainda que autênticas, ‘não ofendem o princípio da imparcialidade que rege a conduta de um magistrado’.

Esta é a primeira grande reação da toga em defesa do ex-juiz que se notabilizou no comando da Lava JatoO apoio maciço dos juízes neutraliza a incrível ofensiva de advogados – a maioria de réus da Lava Jato – que nos últimos dias têm pedido a cabeça de Moro.

Nesta segunda, 24, 30 juízes federais protocolaram na principal entidade da classe, a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), representação para que seja excluído da entidade o ministro Sérgio Moro, a quem atribuem ‘interação heterodoxa’ com procuradores da Lava Jato. A representação tem como base reportagens do The Intercept Brasil sobre conversas entre o ex-juiz federal e procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato.

Os 271 juízes que manifestam apoio a Moro afirmam que ‘todas as mensagens, ainda que recortadas para ampliar o sensacionalismo, revelam a preocupação do magistrado com os procedimentos, sem qualquer relação, por menor que seja, com o mérito de cada denúncia’.

“Revelam ainda o diálogo interinstitucional republicano rotineiro em todos os fóruns do país, em relação ao qual magistrados, membros do Ministério Público, das Forças Policiais e membros da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB estabelecem comunicação, muitas vezes verbal, mas também por aplicativos, de forma a resolver dúvidas, esclarecer procedimentos e impedir procrastinação e nulidades”, dizem.

Segundo os juízes, o ‘magistrado, como centro decisório, desse complexo sistema, não se encontra impedido de dialogar com os demais atores envolvidos sobre questões não relacionadas ao mérito da ação’.

terça-feira, 25 de junho de 2019

Segunda Turma do STF decide manter Lula preso enquanto não analisar suspeição de Moro

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu negar nesta terça-feira (25) liberdade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e adiou a análise sobre um habeas corpus em que sua defesa questiona a suspeição do juiz Sergio Moro.

Por 3 votos a 2, os ministros rejeitaram uma proposta do ministro Gilmar Mendes para que Lula ficasse em liberdade até a decisão final sobre o habeas corpus.

O caso começou a ser julgado em dezembro pelo colegiado, mas foi interrompido antes de ser concluído. Na ocasião, os ministros Luiz Edson Fachin e Cármen Lúcia votaram contra o pedido para conceder liberdade a Lula, e Gilmar Mendes pediu vista (mais tempo para analisar o caso).

Nova fase da Dama de Espada tem como alvos pessoas ligadas a ex-servidor da AL/RN

A operação CROUPIER deflagrada nesta terça-feira pelo MP tem como alvos, pessoas ligadas a ex-servidores da Assembleia Legislativa.

O Blog confirmou que não tem buscas sendo realizadas em Natal.

A investigação apura o desvio de R$ 2.118.591,52 da Assembleia Legislativa potiguar. A ação é desdobramento da operação Dama de Espadas, que também apurou fraudes na ALRN.

A operação Croupier investiga os crimes de peculato, lavagem de dinheiro, organização criminosa, falsificação de documento público e uso de documento falso cometidos entre os anos de 2006 e 2015. Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão. A ação contou com a participação de 14 promotores de Justiça, 19 servidores do MPRN e ainda 30 policiais militares. A ação também tem o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB).

O Wikipedia diz que CRUPIÊ ou Croupier em português significa pessoa que dirige uma mesa de jogo num cassino. É o profissional de cassino responsável por “pagar” todos os jogos do salão. Os mais conhecidos são: Poker, BlackJack, Bacarat, Poker Caribenho, Roleta. Para eventos em que estejam ocorrendo apenas torneios de poker, esse profissional é mais conhecido por “DEALER”.

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Sem Prazo Para Pagar: Dívida do Governo pode afetar funcionamento do Varela Santiago

O Governo do Estado deve uma parcela de R$ 575 mil de convênio com o Hospital Infantil Varela Santiago referente ao ano passado e ainda não tem data para renovar o convênio deste ano no valor de R$ 2,3 milhões.  As informações foram apuradas pelo jornal Tribuna do Norte.

O hospital, que atende exclusivamente crianças com doenças graves do Sistema Único de Saúde, pode reduzir a assistência oferecida e passar por outros cortes que comprometem o seu funcionamento.

O diretor do hospital, Paulo Xavier, afirmou que vem tentando audiências com a governadora Fátima Bezerra, mas até o momento não foi recebido.

Governo Fátima ainda não definiu medidas para receber ajuda financeira da União

O Governo Fátima Bezerra (PT) ainda não definiu quais as três medidas, entre oito listadas pelo governo federal, vai executar para cumprir as exigências da Secretaria do Tesouro Nacional e, assim receber ajuda financeira da União. Sem no mínimo essas três medidas, não serão liberados os financiamentos para os Estados em crise e que buscam equilíbrio financeiro. Já são mais de 15 dias que o chamado Plano Mansueto foi divulgado.

Segundo a Tribuna do Norte, além dessas três medidas, o Rio Grande do Norte ainda precisará apresentar 22 documentos com informações sobre o quadro financeiro e folha de pessoa, arrecadação de impostos e receitas diversas. Os três projetos escolhidos pelo governo potiguar precisarão ser encaminhados para votação na Assembleia Legislativa.

O Plano Mansueto ainda precisa ser aprovado pelo Congresso Nacional para que possa beneficiar os Estados.

sexta-feira, 21 de junho de 2019

Brasil enfrenta França nas oitavas de final do Mundial Feminino

O Brasil já sabe quem será o seu adversário nas oitavas de final da Copa do Mundo de Futebol Feminino. Será a anfitriã França. O jogo ocorre no próximo domingo (23) às 16h (horário de Brasília) no estádio Océane, em Le Havre.

O confronto foi definido nesta quinta (20) após as partidas da 3ª rodada do grupo F da competição, que fecharam a primeira fase do Mundial.

A França chega a este jogo como primeira colocada do grupo A, com 3 vitórias em 3 partidas, enquanto o Brasil chega como o terceiro colocado do grupo C, com 2 vitórias e 1 derrota na fase inicial.

O retrospecto é totalmente favorável às francesas. Em 8 jogos, entre amistosos e partidas de Copa do Mundo, ocorreram 5 empates e 3 vitórias da França.

quinta-feira, 20 de junho de 2019

Sergio Moro esvazia escândalo após ida ao Senado

O ministro Sergio Moro desanimou os políticos que queriam atacá-lo na audiência da Comissão de Constituição e Justiça do Senado. A discussão acabou sendo sobre quem é contra ou a favor da Lava-Jato e sobre quem quer soltar bandido, o que favorece muito a posição do ministro Moro enquanto juiz da Lava-Jato.

Fica claro que o interesse do PT é apenas soltar o ex-presidente Lula e com isso perde-se a capacidade de contestar o ministro Sergio Moro. No momento, o que foi definido na audiência é que crime é a invasão de telefones de autoridades brasileiras. Apenas PT e PDT tentam criar um clima, e a não ser que apareçam outras coisas muito graves, o escândalo, como apresentado pelo site Intercept e pela oposição, está esvaziado.

Merval Pereira – O Globo

Chico de Brancar: "Sou liderado pelo Deputado Getúlio, reafirmo meu compromisso e estarei onde ele estiver"

Na tarde desta terça-feira (18), durante a Sessão Ordinária na Câmara Municipal de Umarizal (CMU), o vereador Chico de Brancar (DEM) usou o tempo regimental que lhe é conferido para fazer um pronunciamento a toda população de Umarizal enfatizando sua fidelidade ao partido e acima de tudo ao deputado estadual Getúlio Rêgo (DEM).

"Quero deixar claro que sou liderado pelo deputado Getúlio Rêgo, estarei com ele como sempre estive, o acompanhei em todas as situações e seguindo todas as suas orientações e suas decisões. Não tenho motivo algum para mudar meu pensamento e sempre estarei onde o deputado Getúlio estiver. Esse é o meu sentimento de parceria e de gratidão ao meu líder", destacou Chico de Brancar.

Dando uma visão de fortalecimento do DEM em Umarizal, o vereador externou o pensamento do democrata estadual e abriu as portas do partido para todos que queiram se somar a esse projeto de crescimento partidário com foco na elaboração de um plano de desenvolvimento para a cidade de Umarizal e que venha a beneficiar toda a população do município.

"Quero deixar claro que o discurso do deputado tem usado é de que o nosso partido, do qual estou filiado desde 2003 e que temos como companheiro de partido o vereador Jatão, está de portas abertas para receber qualquer um colega vereador, obedecendo os prazos legais para mudança partidária, para quem tem mandato eletivo, e qualquer pretenso candidato a legislador. Essas têm sido as palavras de Dr. Getúlio", comentou.

"O deputado tem o compromisso de fortalecimento da agremiação e essa é a bandeira que ele sempre defendeu. A população não tenha dúvida que no momento certo estaremos mais uma vez buscando entendimentos, conversando com o povo, recebendo filiados, pois já dissemos o partido está de portas abertas a todos que quiserem se filiar e concorrer nas eleições do próximo ano. A intenção é construir um grupo forte para no momento oportuno decidir o destino e o futuro político do nosso município", finalizou.

Blog do Hermes Castro

quarta-feira, 19 de junho de 2019

NO SENADO: ‘Não tenho essas mensagens para afirmar se conteúdo é autêntico’, diz Moro

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou durante audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado que não pode reconhecer a autenticidade de mensagens reveladas pelo site The Intercept Brasil com procuradores da Lava Jato e voltou a dizer que não há irregularidade nos conteúdos apresentados, mas “sensacionalismo” Ele declarou novamente que não praticou nada de ilícito enquanto era juiz responsável pelo julgamento de casos da operação em Curitiba.

“Evidentemente pode ter havido alguma troca de mensagens, mas nada que não tenha sido normal se fosse presencial. Não estou dizendo que reconheço autenticidade, não tenho como dizer disso. Do texto, como eu li particularmente e muitas outras pessoas que se pronunciaram sobre o assunto não viram qualquer espécie de infração.” Ele ainda levantou a possibilidade de as mensagens terem sido alteradas antes de serem publicadas. Moro alegou não possuir mais o conteúdo das conversas.

O ex-juiz da Lava Jato registrou que seu celular foi atacado no dia 4 de junho e que informou o ocorrido à Polícia Federal. De acordo com informações citadas por ele, não houve captura do conteúdo do aparelho. Ele reconheceu ter usado o aplicativo Telegram durante um período e parado de usar o mesmo em 2017.

Engano

Moro ainda afirmou que se enganou quando pensou que, saindo da magistrado, os ataques contra seu trabalho iriam acabar. “Eu sempre agi conforme a lei”, declarou. “Não foi algo fácil, fui sempre constantemente vítima de ataques. Pensei que, saindo da magistratura e vindo a assumir essa posição de ministro, tenha se passado esse revanchismo, esses ataques ao trabalho do juiz enfrentando ali a corrupção com aplicação imparcial da lei, teriam acabado, mas pelo jeito aqui me enganei.

O ministro classificou o caro como uma invasão feita por um grupo criminoso organizado. Ele levantou três possibilidades como objetivos de uma eventual organização criminosa: invalidar condenação por corrupção e lavagem de dinheiro, obstaculizar investigações em andamento ou “simplesmente” atacar instituições.

Estadão Conteúdo

Riacho da Cruz: Prefeita Bernadete realizou a Reunião com os representantes das 33 Carroças inscritas no Arrasta Pedro 2019


A Prefeita Bernadete Rêgo juntamente com a Secretaria Municipal de Turismo, Graça Rêgo realizou neste dia 18/06, na sede do CRAS, a reunião com os representantes das 33 Carroças que participarão do ARRASTA PEDRO 2019 em Riacho da Cruz/RN.

Com grande participação, a Gestora destacou a importância do evento junino para geração de emprego e renda no município; orientou aos participantes para não jogarem lixo nas ruas e receberem bem os visitantes; apresentou a posição oficial das carroças e demais trabalhos de organização geral da festa de São Pedro.

O Passeio de Carroças acontecerá dia 26 de junho com a concentração no Bairro Acampamento I e animação das Carretas Mumute, LL Paredão e a Banda Fabiano Show no percurso. Ao chegar na Praça de Eventos, a população e visitantes irão curtir as Bandas Swing A3, e Berg Monteiro e Forró Magote.

Em entrevista, Moro diz que ataques cibernéticos são motivos de preocupação

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou durante entrevista no Programa do Ratinho, no SBT, que a violação do sigilo de suas comunicações e de procuradores da força-tarefa Lava Jato é feita por “um grupo criminoso organizado” que pretende prejudicar as investigações e anular as penas dos condenados por corrupção. Moro disse também não se lembrar se realmente enviou, pelo aplicativo Telegram, as mensagens que vêm sendo divulgadas pelo site The Intercept.

“Em relação às minhas mensagens, o que eu troquei ou não troquei, eu não posso nem confirmar, porque eu não tenho mais as mensagens. Mas eu tenho a mais absoluta confiança de que sempre agi com lisura dentro da minha profissão”, disse, rebatendo as acusações de que aconselhou os procuradores da Lava Jato em questões relacionadas a processos.

Apresentado por Ratinho como “o único herói brasileiro no momento”, Moro disse estar tranquilo em relação à sua conduta à frente da 13ª Vara Federal de Curitiba. No entanto, afirmou que os ataques cibernéticos são motivos de preocupação.

Eu acho que todos nós devemos nos preocupar porque é um ataque, de certa maneira, às instituições. Não só eu fui vítima dessa tentativa, mas também procuradores da Lava Jato; nós temos notícias até de jornalistas, igualmente até de parlamentares. Ou seja, é um ataque orquestrado”, disse o ministro.

“E aqui, a minha opinião, a Polícia Federal está investigando, com independência e autonomia, é que a gente não está falando de um adolescente na frente de um computador querendo fazer algumas estripulias, mas sim um grupo criminoso organizado, cujo objetivo, na minha opinião principal, é obstaculizar os avanços das investigações da operação Lava Jato”, declarou, acrescentando que a Lava Jato sempre “foi muito difícil, muita pressão, muita gente poderosa, e em vários momentos eu pensava se era possível romper essa impunidade da grande corrupção”.

Do Correio Braziliense

Viçosa: Escola Municipal promove Arraiá do Chico Pinto, projeto "Cultura Junina"


A Escola Municipal Francisco Gomes Pinto, em Viçosa/RN, apresentou na manhã de ontem, 18 de junho de 2019, o projeto “Cultura Junina” que busca resgatar a cultura nordestina das festas juninas que é característica forte e marcante do povo do nordeste brasileiro.

O projeto teve sua culminância dentro do Arraiá do Chico Pinto, a programação seguiu a seguinte ordem: poema recitado por aluno, danças, quadrilhas e casamento matuto.

A diretora da escola, Ana Claudia, agradeceu a todos os envolvidos na realização do evento, dentre eles funcionários, alunos e pais de alunos que ajudaram de diversas formas, a mesma ainda agradeceu a prefeitura municipal pelo apoio e finalizou agradecendo a presença de todos em mais um evento da escola.

Bolsonaro confirma: “Nós vamos dar a Rogério Marinho o posto de destaque que ele merece”

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira, 18, que, “por enquanto”, não há espaço para o secretário especial de Trabalho e Previdência, Rogério Marinho, em seu ministério. Ele afirmou, no entanto, que, “acabando a reforma da Previdência e havendo possibilidade, nós vamos dar o posto de destaque que ele merece”.

Não vamos criar o 23º ministério, não pretendemos criar ministério, mas havendo possibilidade, ele sabe que mora no meu coração”, disse Bolsonaro. “Rogerio Marinho conheço há tempo. Ele não foi reeleito, perdeu porque foi relator da reforma da CLT e está fazendo excelente trabalho. Nós temos 22 ministérios Acabando a reforma da Previdência e havendo possibilidade, nós vamos dar o posto de destaque que ele merece.”

Questionado por jornalistas, o presidente disse que não há previsão de novas demissões de ministros. “Mas a gente está sempre monitorando. Se tiver que fazer mudança, a gente faz. Sem trauma e sem problema nenhum.”

terça-feira, 18 de junho de 2019

Ex-procurador da Lava-Jato: ''O objetivo é libertar Lula e destruir Moro''


Ex-integrante da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, o procurador aposentado Carlos Fernando dos Santos Lima disse acreditar que o vazamento de conversas atribuídas ao então juiz Sergio Moro (hoje ministro da Justiça) e a procuradores da República seja parte de "uma campanha orquestrada" com "objetivo claro" de libertar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Lava-Jato. Lima atuou na força-tarefa de 2014, quando foi deflagrada a primeira fase da operação, até 2018.

O senhor foi alvo dos hackers?

Eu saí da Lava-Jato em setembro de 2018 e deletei todos os grupos de trabalho no Telegram e desinstalei o aplicativo naquele momento. Aparentemente, não fui atacado.

Há riscos para a Lava-Jato?

A Lava-Jato provou que a política brasileira se financia com o crime. Usa da corrupção para financiar campanhas eleitorais milionárias, para controlar estruturas partidárias e para os bolsos próprios, naturalmente. Nada disso mudou. As provas continuam aí. A crise é artificial, uma farsa.

Há risco de nulidade?

Não há, juridicamente, a menor possibilidade. Não se pode considerar que notícias de um órgão de imprensa vinculado ideologicamente com os interesses de condenados, sejam consideradas provas de qualquer coisa, salvo da vontade de libertar Lula. Cadê os arquivos? Como foram recebidos? Houve manipulação? É possível fazer perícia? Qual é a participação da Intercept no crime? O material não tem valor. Prova por notícia?

Sobre o conteúdo, houve relação ilegal entre juiz e acusação?

Essa é uma discussão sem sentido. A relação entre juiz e procuradores, delegados e advogados se dá diuturnamente. Questões procedimentais, exposição de pontos de vista e explicação de futuros pedidos são comuns. Somos todos conhecidos, não amigos, de mais de 20 anos. Não há nada de irregular nas conversas. Essa é a prática judiciária. Observo, novamente, que não se pode atestar que essas conversas não tenham sido editadas.

Do Correio Braziliense

Bolsonaro diz que Moro é ‘homem símbolo’ e que quer mudar o País

O presidente Jair Bolsonaro aproveitou nesta segunda-feira, 17, a cerimônia de assinatura da medida provisória que trata da venda e utilização de bens apreendidos de traficantes para elogiar o ministro da Justiça, Sergio Moro. “Um homem símbolo e que quer mudar seu país”, afirmou o presidente ao se referir ao Moro.

Ele lembrou que Moro abriu mão de 22 anos de magistratura para compor o seu governo, para seguir sua vontade de “combater o crime organizado, a lavagem de dinheiro e a corrupção”. “Não é qualquer pessoa que faz isso pela sua pátria”, afirmou Bolsonaro. Em seguida, completou: “É motivo de honra, satisfação, orgulho, não só para mim, mas todos os brasileiros de bem, tê-lo nessa função em que se encontra.”

O presidente destacou o decreto das armas e disse que “quem quer desarmar o povo é quem quer o poder absoluto”. “Quero que o povo também tenha direito de legítima defesa.”

Bolsonaro disse que, com a MP assinada nesta segunda, o ministro Sergio Moro terá munição para poder de fato ter recursos para combater o crime.

O presidente lembrou ainda do processo de formação do seu ministério e disse que teve liberdade de escolher seus ministros, que falam entre si e conversam com os parlamentares. “Da maneira como está montada os ministérios, todos temos a ganhar. Em especial um dos ministérios mais importantes, o da Justiça.”

Nós queremos o melhor do Brasil. Juntos, nós temos como mudar o destino do Brasil. Não podemos ter problemas entre nós. Uma palavrinha minha esquisita aqui e de vocês (parlamentares) lá, a gente releva e toca o barco. O Brasil está acima de todos nós. O interesse é o Brasil acima de tudo”, disse o presidente.

Ao final de sua fala, Bolsonaro afirmou que o ministro Moro “está fazendo mais um gol de bicicleta aqui hoje e do meio do campo”.

Fábio Faria recebe presidente da CNM para discutir pauta dos municípios

O deputado federal Fábio Faria (PSD/RN) recebeu nesta segunda-feira (17) o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, e o primeiro secretário da entidade, Hudson Brito. Os prefeitos foram tratar de assuntos ligados aos municípios, entre eles a nova Lei de Licitações que está tramitando na Câmara Federal.

“O projeto de nova Lei de Licitações está mantido na pauta do Plenário e pode entrar em votação amanhã (18). O PL 1292/95 cria modalidades de contratação, exige seguro-garantia para grandes obras, tipifica crimes relacionados ao assunto e disciplina aspectos para as três esferas de governo (União, estados e municípios)”, explica Fábio.

Das modalidades existentes, o texto mantém o pregão, a concorrência, o concurso e o leilão, criando o diálogo competitivo.

Das modalidades existentes, o texto mantém o pregão, a concorrência, o concurso e o leilão, criando o diálogo competitivo.

O projeto ainda estabelece um período de transição, permitindo aos órgãos usarem a lei antiga por até dois anos.

segunda-feira, 17 de junho de 2019

Bolsonaro avalia reduzir impostos para games, computadores e celulares

O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais neste domingo, 16, para dizer que o governo estuda reduzir o imposto para produtos de tecnologia. Segundo ele, a intenção é fomentar competitividade e inovação. Bolsonaro afirmou que o imposto poderia cair de 16% para 4%.

Para estimular a competitividade e inovação tecnológica, o governo estuda, via secretaria do Ministério da Economia, a possibilidade de reduzir de 16% para 4% os impostos sobre importação de produtos de tecnologia da informação, como computadores e celulares”, escreveu o presidente no Twitter.

Em uma segunda postagem, Bolsonaro disse também que será avaliada a redução de impostos para jogos eletrônicos.

Na semana passada, o secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Marcos Troyjo, havia antecipado essa possibilidade. O objetivo, segundo Troyjo, é aumentar a competitividade e a produtividade das empresas que usam esses equipamentos em suas atividades. Como as tecnologias da informação são usadas atualmente em praticamente todos os setores da economia, os efeitos da medida seriam “exponenciais”.

Tecnologias da informação são insumo. (O efeito) É exponencial. Quando você dá um choque não apenas de qualidade e preço, mas também mexe no acesso àquilo de mais avançado que está acontecendo, automaticamente multiplica por várias vezes sua produtividade interna”, afirmou Troyjo, durante a abertura do Congresso Mundial das Câmaras de Comércio, na última quarta-feira, 12, no Rio de Janeiro.

Paulo Guedes busca alguém do setor bancário para o BNDES


O ministro Paulo Guedes (Economia) procura um perfil de mercado para a vaga de Joaquim Levy, que pediu demissão do BNDES na manhã deste domingo (16), informa Mariana Carneiro.

A ideia é trazer alguém que conheça a operação de um banco de investimentos, a exemplo de Pedro Guimarães, que preside a Caixa é considerado bem-sucedido na função.

Guimarães acionou rapidamente a venda de ações da Petrobras em poder do banco estatal, como havia orientado Guedes. Há uma semana, ele anunciou que a Caixa devolverá R$ 20 bilhões neste ano ao Tesouro, cumprindo outra ordem do ministro, de “despedalar” o banco.

Já Levy resistia em empregar mudanças no BNDES. Não se comprometeu com a devolução dos R$ 126 bilhões solicitados por Guedes e não deu corda ao discurso de abrir a “caixa-preta”, que Bolsonaro prometeu na campanha. Em que pese as críticas, as investigações da Lava Jato não detectaram, até o momento, envolvimento de funcionários do banco.

No BNDES, auxiliares de Levy dizem que o agora ex-presidente era muito cuidadoso em assinar documentos e demorava a tomar decisões.

No governo, a visão é que seis meses foi tempo suficiente para avaliar o trabalho do executivo no BNDES e a conclusão é que não funcionou.

Guedes ainda não fechou um nome e fará conversas nas próximas horas para fazer uma indicação até, no máximo, esta segunda (17). Executivos do mercado já estariam sendo sondados.

Toda a equipe do ministro veio do setor privado e é lá onde Guedes tem mais contatos, por isso, a busca ocorre no mercado. O nome de Solange Vieira, que é funcionária de carreira do BNDES e hoje comanda o redesenho do setor de seguros, na Susep, também está em avaliação.