Subscribe:

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Pente-fino do governo descobre fraude no Bolsa Família

Os primeiros resultados do pente-fino no programa Bolsa Família feito pelo governo interino de Michel Temer levantaram indícios de fraudes cometidas por cadastradores do programa, que estão associadas a desembolsos no valor de cerca de R$ 100 milhões. Os cadastradores são, geralmente, funcionários das prefeituras responsáveis por colocar os dados dos beneficiários no sistema.

Num dos casos que mais chamou a atenção, um cadastrador conseguiu a proeza de fazer a adesão de cerca de 2,4 mil famílias beneficiárias em um único dia. A média diária, por funcionário, é de 15 inclusões no programa. Há um longo questionário para ser registrado no sistema a cada cadastramento de beneficiário.

Em outro caso, um mesmo colaborador cadastrou famílias residentes em 25 diferentes estados. Por mais que beneficiários possam se mudar, sem interrupção do recebimento do recurso, o fato suscitou a suspeita de fraude.

O governo não descarta a possibilidade de ter sido feito um mutirão, com dezenas de colaboradores, para se chegar à marca de quase 2,5 mil inclusões por dia. Apesar disso, o episódio é inédito na história do programa e não condiz com boas práticas de gestão.

Quarta e Quinta Verde e Vermelha



Segundo o IBOPE, Márcia Maia é a candidata mais rejeitada em Natal

O RNTV acaba de divulgar o resultado da primeira pesquisa IBOPE acerca da eleição em Natal, onde foram ouvidos 602 eleitores, que não só responderam a preferência para Prefeito, mas também opinaram acerca das administrações do atual prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), do governador Robinson Faria (PSD) e do Presidente Michel Temer (PMDB).

A Pesquisa Eleitoral foi realizada entre os dias 18 e 23 de agosto, está registrada junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número RN-03933/2016 e teve um custo de R$ 47.558,00, pago pela TV contratante.

A margem de erro margem de erro é de 4 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de quatro pontos, a probabilidade do resultado retratar a realidade é de 95%.
Rejeição aos candidatos

A pesquisa mostra ainda a rejeição dos eleitores (candidatos que não votariam de jeito nenhum):

– Márcia Maia (PSDB) – 34%
– Fernando Mineiro (PT) – 32%
– Carlos Eduardo (PDT) – 27%
– Kelps Lima (SD) – 25%
– Rosália Fernandes (PSTU) – 24%
– Freitas Júnior (Rede) – 23%
– Professor Robério (PSOL) – 17%
– Poderia votar em todos (resposta espontânea) – 4%
– Não sabem ou preferem não opinar – 17%

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Carlos Eduardo lidera disputa pela Prefeitura de Natal com 40%, diz Ibope

O Ibope divulgou, nesta terça-feira (23), a primeira pesquisa de intenção de voto na corrida para a Prefeitura de Natal (RN):

– Carlos Eduardo (PDT) – 40%
– Fernando Mineiro (PT) – 7%
– Kelps Lima (SD) – 7%
– Márcia Maia (PSDB) – 7%
– Professor Robério (PSOL) – 7%
– Freitas Júnior (Rede) – 1%
– Rosália Fernandes (PSTU) – 1%
– Branco/Nulo – 25%
– Não sabe/Não responderam – 5%

A pesquisa foi encomendada pela Inter TV Cabugi, afiliada da TV Globo. O Ibope ouviu 602 eleitores entre os dias 19 e 22 de agosto. A margem de erro é de 4 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de quatro pontos, a probabilidade do resultado retratar a realidade é de 95%. Ela está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), sob o número 03933/2016.

Rejeição aos candidatos

A pesquisa mostra ainda a rejeição dos eleitores (candidatos que não votariam de jeito nenhum):
– Márcia Maia (PSDB) – 34%
– Fernando Mineiro (PT) – 32%
– Carlos Eduardo (PDT) – 27%
– Kelps Lima (SD) – 25%
– Rosália Fernandes (PSTU) – 24%
– Freitas Júnior (Rede) – 23%
– Professor Robério (PSOL) – 17%
– Poderia votar em todos (resposta espontânea) – 4%
– Não sabem ou preferem não opinar – 17%

Avaliação da administração municipal

Na mesma pesquisa, os eleitores também responderam ao Ibope sobre a avaliação da administração feita desde janeiro de 2013 pelo prefeito Carlos Eduardo. Veja os números:
– Ótima/boa – 33%
– Regular – 46%
– Ruim/péssima – 20%
– Não sabem avaliar – 2%

Avaliação da administração estadual

Na mesma pesquisa, os eleitores também responderam ao Ibope sobre a avaliação da administração feita desde janeiro de 2015 pelo governador Robinson Faria (PSD). Veja os números:
– Ótima/boa – 23%
– Regular – 43%
– Ruim/péssima – 31%
– Não sabem avaliar/Não responderam – 3%

Avaliação da administração federal

Na mesma pesquisa, os eleitores também responderam ao Ibope sobre a avaliação da administração feita pelo presidente em exercício Michel Temer (PMDB). Veja os números:
– Ótima/boa – 12%
– Regular – 34%
– Ruim/pessima – 44%
– Não sabem avaliar/Não responderam – 11%

O 1º turno está marcado para 2 de outubro e, caso haja segundo turno na cidade, será realizado em 30 de outubro.

G1 RN

Martins: Olga faz Grande Comício da Alegria Sexta dia 26


Possível “vitimização” de Dilma não convencerá senadores, diz Agripino

Na semana em que o Senado fará o julgamento final do processo de impeachment de  Dilma Rousseff, o  presidente nacional do Democratas, José Agripino (RN), aposta na repetição do placar da votação que aprovou o relatório do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), quando foram 59 votos a favor e 21 contra . “Menos de 59 votos certamente não haverá. Poderá haver um ou dois votos a mais. Já são nove meses de intensa discussão, um longuíssimo debate, com todos os elementos muito conhecidos, tanto da defesa quanto da acusação”, ressaltou.  “Não creio que ela tenha elementos jurídicos suficientes para reverter votos”, acrescentou.

De acordo com o senador potiguar, uma possível “vitimização” por parte de Dilma Rousseff não irá convencer os senadores, nem os brasileiros.  “Se o povo entendesse que Dilma ainda tem algo a oferecer, a vitimização poderia até funcionar, mas o país, sob seu comando, estava entregue à própria sorte”, criticou. “O Brasil entende que, se Dilma retornasse, voltaríamos à escala decrescente que nos encontrávamos. Por essa razão, a prática da vitimologia não adiantará em nada”, destacou.

Silveira Júnior e Tião da Prest tentam na Justiça impedir candidatura de Rosalba Ciarlini

Os candidatos Silveira Júnior (PSD) e Tião da Prest (PSDB) impugnaram o pedido de registro de candidatura da candidata Rosalba Ciarlini (PP), vista como favorita a vencer a disputa pela Prefeitura de Mossoró.

Os dois pedidos foram dado entrada nesta segunda-feira (22) na 34a zona eleitoral, responsável pelo registro de candidaturas.

Silveira e Tião alegam que Rosalba estaria com débito na Justiça Eleitoral, com multas pendente na Dívida Ativa da União; e que ao ser condenada a pagamento de multa nas eleições de 2012, estaria alcançada pela Lei da Ficha Limpa.

Eles também alegam que Rosalba tem condenação em colegiado, mesmo que para pagamento de multas, e que por isso não pode ter o registro de candidatura deferido pela Justiça Eleitoral.

Os questionamentos eram esperados. Silveira e Tião já haviam dado sinais de que esse seria o caminho para suplantar Rosalba, uma vez que eles não tem perspectivas de vencer no voto.

Rosalba, porém, continuará em campanha normalmente, uma vez que cabe ao juiz da 34a zona eleitoral, Cláudio Mendes, decidir pelo acolhimento ou não das ações.

Fonte: Blog Cesar Santos/De Fato.

PT encolheu para eleições de 2016

Alvo de investigações da Operação Lava Jato e afastado temporariamente da Presidência da República, o Partido dos Trabalhadores (PT) entrou na corrida municipal deste ano com quase metade dos candidatos a prefeito e a vereador que exibiu nas urnas na eleição de 2012, segundo mostram dados compilados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Das grandes e médias legendas, o PT foi a que mais perdeu candidatos em comparação com a última disputa municipal. De acordo com o TSE, o número de concorrentes petistas a prefeito minguou de 1.829, em 2012, para 992 neste ano (45,76% a menos).

Debate ‘morno’ entre os candidatos a prefeito de Natal

Dividido em quatro blocos, ocorreu na noite desta segunda (22) o primeiro debate entre os candidatos à Prefeitura de Natal, promovido pela 95FM, com a presença de Freitas Júnior (REDE), Mineiro (PT), Rosália (PSTU), Kelps (SDD), Márcia (PSDB) e Robério (PSOL).

Frio como ainda está a campanha, o debate mediado pela jornalista Juliana Celli, com duração de 2 horas, teve apenas um pedido de direito de resposta, após o candidato Kelps se sentir agredido pela candidata Rosália, que o chamou de candidato burguês. A coordenação do debate negou o direito de resposta por entender que não houve ataque pessoal.

Os candidatos criticaram a ausência do prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), candidato à reeleição.

Fernando Mineiro (PT) e Rosália (PSTU) falaram em “Fora Temer” por apenas uma vez.

Também foi registrada críticas ao Governo de Robinson Faria (PSD) por parte da candidata Rosália do PSTU.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Pau dos Ferros: ‘O Medo que Fabrício tem de Leonardo Rego’

Circula nos meios políticos de Pau dos Ferros que foi uma ‘idiotice’ do prefeito e candidato à reeleição Fabrício Torquato ter entrado na justiça com um pedido de impugnação do candidato adversário Leonardo Rêgo.

– Foi uma ‘meninice’. Nem a justiça vai impugnar a candidatura e ele demonstrou que está com ‘medo’ de enfrentar Leonardo nas urnas, comentaram.

Do Robson Pires

Caraúbas: A Bela desafiou Juninho Alves para um debate ao vivo

No comício da noite de sábado (20), os oradores da oposição Caraúbenses tentaram passar uma ideia que a Carol Fernandes “A Bela”, não estivesse preparada para administrar o município de Caraúbas, na noite de ontem (21), a postulante simplesmente desafiou seu oponente para um debate ao vivo para discutir as propostas de governo, olhe.

Resta saber se o Juninho Alves vai topar o desafio e encarar a bela cara a cara.

Do João Marcolino

Senadores falam em Lewandowski ‘limpando’ biografia com impeachment

Alguns senadores que vêm elogiando a atuação de Ricardo Lewandowski no impeachment dizem que o presidente do Supremo pode estar querendo entrar para a história como o magistrado que viabilizou o impedimento de Dilma Rousseff, não como o que tentou salvar o PT e aliados no processo do mensalão.

Eles dizem que seria uma espécie de limpeza de biografia.

Do Radar On-Line

60 a 63 votos a favor do Impeachment de Dilma

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou em entrevista à Rádio Estadão a expectativa do governo interino de Michel Temer (PMDB) com a votação final do processo de impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff (PT) no Senado. “Deveremos ter entre 60 e 63 votos a favor do impeachment”, disse o ministro, emendando: “Sendo conservador, deveremos ter 61 votos.”

Era para ser só uma reunião de Bairro e se tornou uma enorme festa Bacurau em Olho d’Água

O Clima de Alegria e o desejo de continuação da melhor administração do RN continua firme e forte na nação bacurau de Olho d’Água.

De forma espontânea, uma verdadeira avalanche verde, em suas motos e a pé superlotaram as ruas de Olho d’Água.



Kelps e Rosalba utilizam megafone na atual campanha

Novidade na atual campanha já em uso pelos respectivos candidatos à Prefeitura de Natal e Mossoró, Kelps Lima (SDD) e Rosalba Ciarlini (PP).

Ambos têm utilizado um megafone nas mobilizações políticas.


“Improvável retorno de Dilma à presidência seria caos político e desastre econômico”, diz Rogério

Os últimos capítulos do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) já estão próximos e a expectativa é que o afastamento definitivo da petista seja aprovado no Senado. Para o deputado federal Rogério Marinho (PSDB), “um improvável retorno de Dilma à presidência da República significaria caos político e desastre econômico”. Em artigo divulgado neste final de semana, o parlamentar dá “adeus” a presidente e “boas-vindas ao novo Brasil”.

A conclusão do impeachment no final deste mês de agosto será o definitivo ponto de inflexão para as mudanças necessárias. O empenho de todos que amam o Brasil será vital para o resgate da nação e a retomada do crescimento econômico e da moralidade pública. Hoje, mais do que nunca, é necessário varrer do poder Dilma e tudo o que ela representa. É preciso garantir a vitalidade da democracia nacional conquistada com tantas lutas do nosso passado e do nosso presente”, afirma o deputado no texto.

domingo, 21 de agosto de 2016

TSE a TREs: doação irregular nem sempre é inelegível

O TSE deve aprovar nesta semana uma orientação extra aos tribunais regionais eleitorais. Quer deixar claro que a condenação por doação irregular não torna o condenado inelegível. Tudo dependerá da gravidade do ato.

De acordo com a coluna Painel, o TSE, portanto, reforçará o entendimento de que as doações só serão ilegais se configurarem abuso de poder econômico. O esclarecimento da corte beneficia Michel Temer, condenado por doar além do teto — R$ 16 mil acima do limite.

Pesquisa do Estudo Geral de Meios, da Ipsos, mostrou que 77% reconhecem o poder da TV. O percentual, porém, é quase igual aos que citaram a internet: 76%. O investimento na campanha online deve ser incrementado nesta eleição. (Painel – Folha de S.Paulo)

Olho d'Água: Hoje tem Bate-Papo com o prefeito no Alto do Tetéu


Seis ex-ministros de Dilma aderem ao impeachment; Garibaldi está na lista

Seis ex-ministros do governo de Dilma Rousseff estão no grupo de senadores que no final deste mês deve votar a favor do afastamento definitivo da petista. O levantamento é da Folha de S.Paulo.Demonstrando ressentimento e afirmando que ela cometeu erros, eles representam um certo constrangimento para a presidente afastada — se ainda tivesse o apoio desses seis, Dilma estaria a apenas um voto de conseguir barrar o seu impeachment.

Oficialmente esses senadores, do PMDB (quatro) e do PSB (dois), argumentam que votarão contra a petista por fidelidade à decisão de seus partidos, que em determinado momento romperam com o governo do PT. Reservadamente, porém, alguns apontam motivações mais pessoais. Lembram que não tinham acesso a Dilma e que ela não se preocupou em construir uma relação de proximidade com seus ministros. Há até os que recordam constantes “broncas” sofridas da ex-chefe como razão para lhe negar agora o apoio.

Os seis ex-ministros são Garibaldi Alves (PMDB-RN), Eduardo Braga (PMDB-AM), Marta Suplicy (PMDB-SP), Edison Lobão (PMDB-MA), Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) e Eduardo Lopes (PRB-RJ). Dilma teve nove dos atuais 81 senadores entre seus ministros. Hoje, apenas três ainda a apoiam publicamente: Gleisi Hoffmann (PT-PR), Kátia Abreu (PMDB-TO) e Armando Monteiro (PTB-PE).

sábado, 20 de agosto de 2016

Toffoli nega ter recebido qualquer favor da OAS

Anunciada, na noite de ontem, com estardalhaço pela Editora Abril nas redes sociais, a capa de Veja contra o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, deixa a desejar.

A reportagem apenas revela que, num dos capítulos de sua delação premiada, José Adelmário Pinheiro Filho, o ex-presidente da OAS conhecido como Léo Pinheiro, diz ter indicado uma empresa para fazer reformas na casa de Dias Toffoli em Brasília, enfatizando que todas as despesas foram pagas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal.

Veja colocou o tema na capa, prevendo que aparecerão mais laços entre Toffoli e Pinheiro.

Em nota, o ministro se defendeu. “O ministro conhece o sr. José Adelmário Pinheiro Filho, mas não tem relação de intimidade com ele, não tendo pedido ou recebido nenhum tipo de ajuda da referida pessoa”, diz ele.  (BR 247).